Cuidar do branding é cuidar do nome da marca no longo prazo. Saiba como fazer isso da forma correta

Branding é um conceito que tem chamado cada vez mais a atenção de marcas e negócios em todo o mundo.

Portanto, é fundamental construí-lo quando se pensa em vender mais produtos e ter um relacionamento de longo prazo com o cliente.

O que é Branding?

Branding é a gestão dinâmica, inteligente, estratégica e criativa de todos os elementos que constituem uma identidade de marca (tangíveis ou intangíveis) e que contribuem para a construção de uma promessa e de uma experiência distinta, relevante, completa e sustentável no tempo.

De fato: A palavra “Branding” vem de brand, que significa “marca”. Quando perguntam o seu significado, portanto, basta dizer que é o mesmo que marca.

Dessa forma, o termo surgiu da marcação que criadores de gado faziam em seus animais, criando um símbolo que representava a propriedade. Branding é sobre marcas

Além disso, não seria bem uma surpresa ouvir de alguns executivos de grandes empresas em resposta à pergunta: o que é Branding?, respostas como: “É tudo que tem a ver com o logotipo e a imagem da marca” ou “São as estratégias e as ações que se desenvolvem para dar visibilidade e notoriedade à marca”.

No entanto, essas respostas não estão totalmente erradas, embora sejam bastante incompletas.

Como funciona o Branding?

Brand

O que realmente chama a atenção, é a falta de compreensão do conceito de Branding não só pelos que contratam o serviço, mas, principalmente, pelos que vendem esse serviço.

Assim, ainda que exista muito planejamento e estratégia em seu desenvolvimento, Branding não é estratégia, processo ou regramento.

Portanto, é preciso saber como funciona o branding: ele é uma abordagem de trabalho, uma filosofia à qual todos os elementos de uma empresa devem estar vinculados.

Dessa forma, é pelo filtro dinâmico dessa filosofia que se manejam todos os ativos, sem exceção, vinculados às marcas durante a construção, crescimento, maturação e gestão.

Para que serve o Branding?

Quando se pergunta para que serve o branding, é possível identificar diversas funções.

Primeiramente, uma das funções do branding é definir premissa e promessa com uma proposta de valor exclusiva ou vantagem competitiva.

Além disso, o branding é importante para desenhar a plataforma da marca, suporte estratégico de comunicação e proteção às decisões da organização.

Em terceiro lugar, a função do branding também é desenhar uma estratégia de posicionamento da marca no setor, de forma integral e competitiva, orientada para o mercado e alinhada com premissa e promessa.

Ainda, uma importante função é estabelecer uma linha de comunicação que promova e responda à plataforma da marca.

Também é função do branding: alinhar todos os integrantes, colaboradores e envolvidos com a organização sob premissa e promessa, além de responder de forma consistente e alinhada, a todas as partes interessadas em todos os pontos de contato.

Por fim, aplicações possíveis são: conferir à marca atributos, valores e significados exclusivos; configurar e estabelecer a personalidade dessa marca; Incrementar o valor da empresa para acionistas, parceiros, consumidores, sociedade e demais players.

Além disso, desenvolver a dimensão emocional da organização por meio de um ambiente de trabalho motivador e estruturado que apoie e impulsione a atividade empresarial da organização também faz parte do branding.

Quais as vantagens do Branding?

Relationship

Primeiramente, é preciso saber as vantagens do branding. Assim, pressupõe a construção das marcas de dentro para fora, tendo como núcleo a sua identidade.

Dessa forma, isso vai contra o mercado está habituado, que é simplesmente a comunicação e a expressão externa dessa marca, na maior parte das vezes sem levar em consideração a sua essência. 

Além disso, já está estabelecido que os consumidores desses nossos tempos procuram qualidades profundas nas marcas, uma forma de se identificar, de interagir, como se aquela aquisição fosse uma realização pessoal.

Portanto, quem busca pelo Branding, busca por uma filosofia de gestão onde não apenas o produto, distribuição, segmento de consumo e categoria são considerados, mas também toda a dinâmica de relacionamento com todo o público envolvido

Por fim, um importante objetivo do branding é a gestão intensa de toda a sorte de relacionamento entre marcas e pessoas: quanto mais intangíveis os valores a serem geridos, mais importante torna-se esse relacionamento.

Qual a diferença entre Branding e marca?

De fato: existem diversas diferenças entre branding e marca. Por isso, é preciso saber o conceito de cada uma delas.

Para Philip Kotler: 

“A marca de um produto não é apenas o seu nome, mas tudo (ou qualquer coisa) que faça os consumidores identificá-lo: cor, som, identidade corporativa, símbolo ou desenho.”

Além disso, para David Aeker:

“Marca é a promessa que uma empresa faz ao cliente de concretizar aquilo que ela simboliza em termos de benefícios funcionais, emocionais, sociais e de autoexpressão.”

Sendo assim, os exemplos citados comprovam que a abordagem do Branding soma o intangível ao significado de marca, portanto, uma marca não é logotipo, não é identidade visual nem produto.

Portanto, como branding, devemos compreender algo mais do que um simples nome e imagem: são as emoções, sentimentos e percepções que ocorrem na mente dos consumidores.

Dessa forma, a estratégia mantém a marca no centro de todas as decisões, partida e chegada, premissa e promessa, definindo o cenário ideal para o seu crescimento e acompanhando essa construção na mente dos consumidores.

Identidade

Como cuidar do Branding para minha empresa?

Em primeiro lugar, estabelecida a promessa inicial, deriva-se dessa definição a frase que sustenta toda a criação da marca, e dela, seu nome.

Dessa forma, essa frase deve ser atraente para os mais diversos pontos de contato, para o desenvolvimento de sua premissa, além de ser válida para o longo prazo. Essa dimensão é chamada de Brand Concept (ou conceito da marca).

Em segundo lugar, o conjunto estabelecido pela história e premissa, compõem a próxima dimensão: Brand Identity (a identidade da marca). Define ‘quem’ a marca é, o que pretende e como deve ser percebida pelo público-alvo e pelo público em geral. 

Outro ponto importante é a Brand Awareness (ou reconhecimento da marca), onde consegue ser identificada, reconhecida e lembrada por seu público-alvo e pela sociedade em geral.

Além disso, com o Brand Positioning (ou posicionamento da marca), é onde se define qual espaço a marca vai ocupar na mente dos consumidores e qual o gatilho que irá disparar essa percepção.

Ainda, a fidelização: a dimensão Brand Loyalty (a fidelidade à marca) deseja, planeja, propõe e acompanha o grau de comprometimento do consumidor.

Brand Equity (ou valor da marca) refere à capacidade de gerar mais vendas graças à sua notoriedade. 

Por fim, o Brand Influence (ou influência da marca) refere à influência da gestão da marca no sucesso da organização e das organizações parceiras.Foi possível entender sobre branding e sua importância? Faça um comentário abaixo para que possamos tirar ainda mais dúvidas.